domingo, 24 de junho de 2018

CESÁRIA ÉVORA UMA VOZ DE SEMPRE: "SODADE"...

na sua casa do Mindelo

 Quem pensa em Cesária Évora lembra "Sodade"...Talvez nunca se tenham dado ao trabalho de ver a letra. Muitos pensam talvez: "Ah! Saudades de Sâo Tomé!
Nada mais errado: saudades da terra sua, amada, a Ilha de São Nicolau, "nha terra", de Cabo Verde.
Quem mostra’ bo, ess caminho longe, 
Quem mostra’ bo, ess caminho longe, 
esse caminho pá São Tomé (…) 
Sodade sodade, 
Sodade dessa nha terra São Nicolau (…)”
Canta o lamento do que parte e deixa para trás a terra amada…
A “sodade” é, sim, da terra natal, São Nicolau, em Cabo Verde, de onde partiam os escravos – os serviçais - para irem trabalhar nas “roças”, em São Tomé.
Canção que imortalizou a cantora cabo-verdeana, Cesária Évora, uma das mais belas vozes de Cabo Verde e do mundo.
Nasceu em 1941, em 27 de Agosto, no Mindelo, na ilha de São Vicente, em Cabo Verde.
O pai era tocador de cavaquinho e violão e a paixão da sua vida foi sempre Dona Joana, mãe da cantora e de outros filhos.
Mindelo, São Vicente

Quando o pai morre, começa uma vida difícil, aprende com um primo poeta e paralítico a cantar as canções de Cabo Verde: a “morna”, uma melodia repetitiva e melancólica, tanto pela letra como pela música. 
Canto que fala de dor e de solidão, de mar e de lua, de amores e de saudades e de melancolia. 
"Não é alegre nem triste, é uma canção", dizia ela.
Tem uma voz especial suave e baixa e gosta de ir com os amigos “de serenata em serenata”, muitas vezes, apesar da sua juventude, já com um “grogue” ou dois a mais, de saída de um bar.
Depois um dia chega o sucesso. Primeiro em Portugal quando já nem era nova, depois Paris. 

E de Paris…o mundo inteiro, mas descalça. Cantando sempre descalça.
Camille Pissarro, Boulevard Montmartre
Em 2009, recebe “La Légion d’ Honneur” entregue pela ministra da Cultura Francesa, Christine Albanel.
Em 17 de Dezembro de 2011 morre a Diva da Morna. Deixando consternado o seu país e todos os amadores da sua música. 

O enterro é um momento de reunião dos amigos e de tristeza. Fora-se embora para sempre a Diva de pés descalços...



Sodade - Cesaria Evora & Bonga



"L’ invité" - Hommage à Cesária Évora

Rita Mitsouko e Cesária Évora (France)

1 comentário:

  1. Gostei do post!
    Gosto imenso deste tipo de música e da voz da Cesária Évora:).
    Beijinhos e continuação de boa semana:)

    ResponderEliminar