sexta-feira, 17 de julho de 2009

Uma vista de olhos pela pintura russa: Zinaida Serebriakova (1884-1967)


Hoje vou falar-vos de um mundo maravilhoso, que eu desconhecia: o da pintura impressionista e post-impressionista, na Rússia.
Para começar, apresento-vos Zinaida Yevgenyevna Serebriakova nascida em 10 de Dezembro de 1884 e que morreu em 19 de Setembro de 1967 e foi a primeira mulher pintora, russa que se distinguiu.
Nasceu perto de Kharkov (hoje, Kharkiv, na Ucrânia) numa família ligada às artes, a família de artistas Benois.
O avô, Nicholas Benois, fora um grande arquitecto, director da Sociedade dos Arquitectos e membro da Academia Russa das Ciências. O tio, Alexandre Benois, foi um pintor famoso, fundador do grupo de arte Mir Iskusstva (1). O pai, Yevegeny Nicolayevitch Lanceray, foi um escultor famoso, e a mãe, que era irmã de Alexandre Benois, era uma boa desenhadora. O irmão, Nicolay Yevgenyevitch Lanceray foi um arquitacto talentoso e o outro irmão, Yevgeny Yevgenyevitch Lanceray teve um lugar importante na arte da Rússia soviética, como autor de pintura monumental, e arte gráfica.
Peter Ustinov, o grande actor, também escritor, estava ligado à família dela.

Desde a juventude, Zinaida Serebriakova lutou para mostrar o seu amor pelo mundo e revelar a sua beleza. Os seus primeiros trabalhos, (por exemplo, Country Girl 1906, Russian Museum) falam, eloquentemente da sua procura, e da sua aguda percepção, da beleza da terra e das gentes russas. Estes estudos, inspirados pela natureza, já na juventude mostram o seu extraordinário talento, confiança em si, e força.


Em 1900 acaba o curso e entra para a Escola de Arte fundada pela Princesa M. K. Tenisheva. Estuda com o grande pintor Repin in 1901, depois entre 1903 e 1905, com o retratista Braz.
De 1902–1903 estuda em Itália, e de 1905–1906 estuda em Paris. Em 1905, Zinaida Lanceray casa com o primo, Boris Serebriakov, e adopta o seu apelido.
O reconhecimento público chega exactamente com o "Auto-retrato em frente do toucador” (1909, Tretyakov Gallery), apresentado pela 1ª vez numa grande exposição organizada pela União dos Artistas Russos, em 1910.
A esse segue-se Girl Bathing (1911, Russian Museum), e um retrato de Ye.K. Lanceray (1911, colecção particular)), trabalhos já precocemente maduros e sóbrios na composição.
Juntou-se ao movimento Mir Iskusstva, em 1911, mas afasta-se dos outros membros devido à sua preferência pelos temas populares e pela harmonia e plasticidade das suas pinturas.
De 1914–1917, Zinaida Serebriakova está no apogeu. Pinta quadros baseados em temas da vida rural russa, o trabalho dos camponeses, as paisagens da Rússia: Camponeses (1914–1915, Russian Museum), ou "A Seara" que, abaixo, reproduzo.
A mais importante dessas obras de tema rural russo é, talvez, Bleaching Cloth -"A corar a roupa" (1917, Tretyakov Gallery), que revelou o seu talento como artista “monumental”. As figuras das camponesas a pôr a roupa ao sol, contra o céu baixo, têm uma enorme força.
Quando, em 1916, Alexander Benois decorou a estação de comboio Kazan Railway Station (see) em Moscow, convidou-a, entre outros artistas, para o ajudar.
Serebriakova escolheu o tema do Oriente: Índia, China, Japão, Turquia e Sião que são alegoricamente representadas por lindas figuras de mulher. Começou, por essa altura, composições baseadas em temas mitológicos, que ficaram inacabadas.

Foi o que descobri sobre esta pintora que vos quis trazer.
A mim, deslumbrou-me a força de vida, a delicadeza, a beleza das ds traços, as composições e, sobretudo, impressionou-me o tal auto-retrato que vi na Tretyakov Gallery, em Moscovo. E os retratos dos filhos, a fazer um castelo de cartas, ou a comer. E, também, muito diferente, a imponência aliada à suavidade das mulheres a estender a roupa.
De repente, não conseguia olhar para mais nada: a harmonia, as cores, a sobriedade do requinte dos enfeites, o olhar directo e puro que nos defronta, no seu retrato, com um meio sorriso irónico e doce, é fantástico.
Não vi a "Menina a ler", mas acho que é de uma simplicidade fantástica.

Aqui vos deixo uma "pista"!
Podem sempre procurar na internet (há imensos blogs e sites sobre ela, o que eu ignorava, confesso...), ou nos livros de pintura ou... em museus de Moscovo!
1. Mir Iskusstva ou, "Mundo da Arte” foi um movimento artístico que floresceu na Rússia no início do século XX. Reuniu artistas de vários campo, desde a música, à literatura, dança, teatro e artes visuais que partilhavam ideias e inspirações ligadas à "arte pela arte" que aspiravam a criar uma arte russa paralela à da Europa Ocidental.
2. Zinaida Serebriakova, "figura de mulher em arlequim"
3. Z. Serebriakova, "rapariga do campo"
4. Z. Serebriakova, "paisagem russa"
5. Serebriakova, "auto-retrato frente ao toucador"
6. Serebriakova, "A Seara"
7. Serebriakova, "retrato dos filhos, à mesa"


6 comentários: